Você sabia que Natal tem uma associação dos cornos, a ACP?

Ei, você sabia que tem uma Associação dos Cornos Potiguares no RN? É sério! E o melhor de tudo é que cada vez mais homens desiludidos querem participar. A ideia brilhante partiu do artista plástico Fábio di Ojuara, após ser traído por oito anos seguidos.

Tudo sobre a ACP

Ele até escreveu um manual para para homens traídos chamado “Sabendo Usar… Chifre Não É Problema“, baseado em todas as suas pesquisas e experiências pessoais. Que maravilha, não é mesmo? Quem diria que ser corno poderia ser tão divertido e até mesmo lucrativo!

Tudo sobre a ACP
Um corno após descobrir o chifre – Fonte/Reprodução: original.

Em maio de 2013, ele arrasou na 55ª Bienal de Veneza, fazendo a performance “Agora toda bosta é arte”. Ele usou apenas uma sunguinha e uma tampa de privada no pescoço e desfilou pelas ruas de Veneza como se fosse o dono da cidade. Foi hilário!

Vamos aqui relatar trechos da entrevista que ele deu em junho de 2016 para o jornal O Mossoroense, onde ele afirma:

“Se você não consegue arrumar uma desculpa para seus chifres, pode culpar sua mente. O problema é psicológico e você precisa de ajuda”.

É isso aí, meu caro, o importante é acreditar que todo mundo é artista, até mesmo os que andam com tampa de privada no pescoço.

Sobre a ACP, ele fala:

“Depois dessa primeira experiência, assumido a condição de corno, fui pesquisar o assunto. Descobri que chifre nunca foi um problema. Cheguei a conclusão que tudo não passava de uma simples terminologia do universo da traição conjugal. Chifres foi feito para homem, o boi usa de atrevido. Descobri que a fidelidade no casamento tem que ser facultativa. A mulher moderna, desse novo milênio, tem um lema em relação a chifre: botou, levou.”

Quando perguntado sobre a quantidade de membros na ACP, ele diz que:

“Eu já perdi as contas. No início, eu ainda controlei o cadastro, mas agora perdi as contas. Todo mundo quando me encontra na rua diz que quer entrar na Associação dos Cornos Potiguares e possuir uma carteirinha de corno oficial. Contei até 350 associados, depois, perdi a conta. Agora, estou empenhado para organizar toda a papelada, transformando a Associação dos Cornos Potiguares em uma associação de utilidade pública com sede, estatuto e tudo mais. É necessário que o corno colabore também com uma entidade que pertence a ele mesmo.”

Só nos resta ficar atentos caso sejamos cornos, temos um alento.

Tipos de Cornos

Segundo o especialista Fábio di Ojuara, existem:

  • Corno Vidente – tem pressentimento toda vez que leva chifre;
  • Corno Perito: examina a mulher quando ela chega em casa;
  • Corno Cofre; cheio de segredos;
  • Corno Garçom: vive entregando a mulher de bandeja;
  • Corno Turista: a mulher fica planejando viagens pra ele;
  • Corno Camaleão: quando vê a mulher, muda de cor;
  • Corno Religioso: no dia que leva chifre, entrega a Deus;
  • Corno Cigano: muda de lugar a cada chifre que leva;
  • Corno Padeiro: além de corno, queima a rosca;
  • Corno Consórcio: vive ansioso, esperando ser contemplado com um par de chifres.

Além de vários outros. E os provérbios que acompanham essa classe de homens rejeitados:

  • Um chifre só se cura com outro chifre;
  • Cada um tem o chifre que merece;
  • Corno só é solidário no chifre;
  • Chifre é como ferida, se não tratar demora a curar;
  • Corno que ama não mata;
  • Chifre não é para todo mundo, mas está ficando cada vez mais popular.

E assim, agora que sabe que na pior hora da vida tem um apoio e um lugar seguro em Natal, saiba que o seu Fábio di Ojuara pode te ajudar de todas as formas possíveis, de forma psicológica até advogados!

Deixe um comentário