Já conhece nosso Cajueiro de Pirangi? Um dos maiores do mundo!

Ah, o Cajueiro de Pirangi… uma verdadeira obra de arte da natureza do nosso estado! Gigante e sempre em crescimento, é impossível não avistá-lo de longe. Mas atenção: não se engane com sua altura, afinal, ele é “famoso” por crescer… para os lados!

Tudo isso graças a uma anomalia genética, que o faz ficar cada vez mais “gordinho”. Ah, se quiser saber mais sobre essa “maravilha”, leia o artigo abaixo!

Origem do Cajueiro de Pirangi

O Cajueiro de Pirangi foi plantado por um pescador da região em 1888, chamado Luis Inácio de Oliveira, um senhor que cuidou com todo amor do cajueiro, tanto que morreu aos 93 anos, dormindo numa rede embaixo do cajueiro.

O Cajueiro de Pirangi, como o nome diz, fica em Pirangi do Norte, uma praia pertencente á Parnamirim, 12 km de Natal. A árvore cobre uma área de aproximadamente 8 500 m², com um perímetro de aproximadamente 500 m e produz cerca de 70 a 80 mil cajus na safra, o equivalente a 2,5 toneladas. Tão grande que corresponde á 70 cajueiros.

Tamanho do bichão!

Ele cobre uma área de aproximadamente 8.500 m², com um perímetro de cerca de 500 m, e produz cerca de 70 a 80 mil cajus por safra, o que equivale a 2,5 toneladas.

Tamanha grandiosidade faz com que o cajueiro de Pirangi seja considerado equivalente a 70 cajueiros juntos. Uma verdadeira maravilha da natureza que encanta a todos que o visitam.

Por que o Cajueiro de Pirangi é tão grande?

Além da sua idade avançada, ele tem duas anomalias genéticas muito interessantes:

  • Os ramos da árvore se desenvolvem horizontalmente em vez de verticalmente, o que a torna larga em vez de alta, apesar de ter a mesma altura de um cajueiro comum. Os galhos costumam cair e tocar o chão, o que gera a segunda anomalia.
  • A segunda anomalia é que a parte do galho que toca o chão, cria-se outra árvore. O que parecem se pequenos cajueiros, na verdade, são galhos de uma única árvore.

O tronco principal divide-se em 5 galhos principais: 4 desses galhos sofreram a anomalia e cresceram para gerar outras pequenas árvores, mas 1 ficou pequeno e não cresceu mais ao atingir o solo, esse galho preguiçoso ganhou o apelido de “salário mínimo”.

As raízes do Cajueiro de Pirangi podem ter chegado a 10 m de profundidade. Há um mirante próximo de onde conseguimos ver todo o cajueiro e a praia de Pirangi do Norte.

Quando o Cajueiro de Pirangi virou notícia

O famoso jornal O Cruzeiro noticiou em 1955 sobre ele, chamando-o de O Polvo, e escrevendo: 

“O Cajueiro de Pirangi é uma “sinfonia inacabada de galhos lançados em progressão geométrica”.

Já em 1994, o Guinness Book elegeu como o maior cajueiro do mundo, na época ele só tinha 2 mil km².

Um gigante que traz controvérsias

Com certeza, devido a seu tamanho e sua importância, o Cajueiro de Pirangi traz algumas controvérsias bem pertinentes, a principal delas é a poda, pois uma parte dele está invadindo outros lugares.

Sobre a polêmica da poda

A questão da poda do cajueiro é bastante controversa, já que há pessoas que acreditam que sua poda pode ter um efeito negativo e até mesmo levá-lo à morte. No entanto, a sua expansão está se tornando um problema em determinados locais, como na Rota do Sol e em algumas casas próximas, onde seus galhos estão se espalhando e os moradores temem as consequências se o cajueiro continuar crescendo nessa direção.

Em 2012, uma fortificação foi feita na Rota do Sol para que a árvore não avançasse sobre a rodovia, não afetando a árvore protegendo a rodovia.

Quando perdeu o título

Infelizmente, nosso cajueiro perdeu o título de maior do mundo para um cajueiro no estado do Piauí, chamado Cajueiro Rei do Piauí. Esse cajueiro tem 8.800 m² e o nosso 8.500 m², perdendo o título por causa de 300 m².

Ei, boy, esse h}omi venha se ligar aqui no site sobre os assuntos e cultura da nossa cidade, bora! Compartilhe com os amigos e com o bando de galado que são os seus conhecidos!

1 comentário em “Já conhece nosso Cajueiro de Pirangi? Um dos maiores do mundo!”

Deixe um comentário